quinta-feira, agosto 11, 2005

Onde vamos parar?

Muitas pessoas me perguntam o que eu tenho a dizer sobre as sujeiras, falcatruas, safadezas, canalhices jogadas na nossa cara por tanta gente importante. Digo e repito, não foi a primeira vez, nem vai ser a última a acontecer. O povo brasileiro tem uma memória muito curta e se esquecem de coisas como o Juiz Nicolau, Collor, Sérgio Naya, entre outros que na época eram os mais perversos e corruptos existentes.

O Sr. Marcos Valério e o grande ator Roberto Jefferson são apenas mais dois integrantes do bloco no “Brasil pode tudo”. O primeiro por ter crédito com os bancos estaduais, e o segundo por ser o maior ator já descoberto no Brasil, talvez um papel na próxima novela das oito vai cair bem...

Verdadeiramente vivemos num mundo de ilusões, onde os governantes distribuem as cartas e nós, bem nós aceitamos as cartas, o carnaval, o circo inteiro. Aliás, poderíamos andar até com um nariz de palhaço nas ruas, pois diferença não faria. Os únicos palhaços dessa história somos nós. Aceitamos tudo que nos é imposto, seja bom ou ruim.

Não estou aqui para dizer que temos que sair nas ruas, pintar as caras e quebrar tudo, isso para mim não é o que resolve. Sinceramente, se cada um de nós parássemos um pouquinho e pensasse em todos os últimos acontecimentos e refletíssemos poderíamos arrumar uma solução e um jeitinho para tudo.
Porém, pensar cansa não é mesmo? Então vamos empurrando com a barriga até quando der, por que sei que uma hora não vai dar mais, e aí o que vamos fazer?

Não tenho as respostas, quiçá um dia eu as tivesse. Mais a minha parte eu faço, eu penso, eu trabalho, eu me informo, eu escuto música boa, vejo filmes, vejo TV e se me perguntarem sobre qualquer coisa eu saberei responder. Mas, as pessoas que moram na minha rua não sabem, não pensam, não se informam.
Onde está nossa educação? Onde está nossa cultura? Nossa educação está perdida em um lugar chamado Governo, onde crianças por mais que tirem notas abaixo da média não são reprovadas. E a nossa Cultura não mais existe quando a verba destinada a ela é repassada a outros ministérios e quando a única coisa que vale o investimento pesado dos empresários é o Funk e o Pagode.

A pergunta é: Onde vamos parar? Num País que um cara diz que é gay apenas para ganhar um programa, sua amiga tira fotos para Playboy ganhando 1 Milhão de Reais e sua outra amiga que se auto denomina uma cor em inglês vira atriz.
Pois é... Pensando bem, estamos perdidos!!!

P.S: Nada contra a Gays (aliás tenho alguns amigos gays), contra oportunistas sim...
P.S2: Nada contra quem quer se abrir na Playboy, mais contra a superexposição e valorização que dão a esse tipo de trabalho.
P.S3: Por que não jogamos todo o dinheiro para investir em Educação e Cultura. Para nós não vai mudar mesmo, mais para os nossos netos quem sabe? As crianças precisam de educação e cultura porque assim vão saber se prevenir em relação as doenças, vão ter embasamento cultural e político para não se tornarem bandidinhos por aí. E o melhor de tudo vão entender num breve futuro o meu ideal nesse texto.

5 comentários:

bruna disse...

É verdade, onde está a educação e a cultura... Duas coisas que não geram dindin, não são sinônimo de praticidade, não são produtos que se vende por aí. Acaba sendo desinteressante para governo e/ou empresários investir nisso, o que é muito triste. É o nosso país. Falta ainda muita coisa, é uma sujerada sem fim, e tenho certeza que em pouco tempo ninguém mais vai lembrar dos escândalos de agora, muito menos dos nomes e atores dessa cena ridícula da crise política.
Isa, que legal saber que vc vai publicar seus poemas! Não deixa de avisar, assim que pu7blicar, certo? Vou querer comprar uma edição pra mim e com autógrafo, viu???
Também não tô conseguindo encaixar palavras no 4, estranho isso! Mas curti o CD. O Bloco continua sendo o xodó tb....
Beijocas!!!!!

Carol Sousa.. disse...

É o que você disse, "pensar cansa"... e o s grandes não querem mesmo que pensemos, muito menos que o povo estude, reflita e decida o que é melhor ou pior pra ele. Nada disso interessa.... o importante é fazer permanecer na cara do povo o tapa olhos que está lá faz um tempão...
E, pelo jeito que as coisas andam, visão completa e geral das coisas não será privilégio do povo por mais um tempão.
Mas fazemos nossa parte, né?
Agora é continuar assim e tentar tirar o tapa olhos do maior número possível de pessoas...

=******

ps.: Demorei mas voltei ao mundo dos blogs...rssss

Adriano disse...

Amor...
é verdade todo o seu texto. Muito bem escrito e argumentado. Eu penso assim e é o que exatamente discutimos no fim de semana. Nossos textos se complementam, pois enquanto você fala do povo em geral, já envelhecido e viciado na passividade, eu falo do jovem que se aliena achando que é um heroi político só pq acha que é rebelde e escuta Pitty e Charliw Brow Jr. Nada contra a quem escuta, mas a maioria que ouve bandas e artistas desse tipo, preferem se alienas achando que só sua rebeldia sem causa irá ajudar em algo.
é isso.
Desabafei.

te amo demais!!!!!!!

Lininha disse...

Aff...o foda é saber q a saída existe, mas ela para ali na pizzaria mais próxima, afinal de contas, é bem mais cômodo, né? rs
Bjoks

andre pet disse...

eu sou meio inocente. fico pensando: "pra que existe oposição, se na verdade, o que todos quereemos é o bem da nação?" Mas não é isso que acontece, quem tá do outro lado torce pra dar errado, pra no proximo governo as coisas melhorarem. vira uma bola de neve. e todo mundo mete a mão e o povo passa fome, não tem emprego. acho que sou muito inocente...e não entendo nada de política. nada mesmo!
bjs